terça-feira, 24 de julho de 2012

Cuide das portas e janelas do seu matrimônio!!!

Cuide das portas e janelas do seu matrimônio! A oração mais importante para cada dia do matrimônio é: “Senhor dá-nos agora, sabedoria e conhecimento, para entrar e sair de nossa “casa”! 2.Cor. 1:10 Leia o livreto duas ou três vezes para conquistar a sabedoria de Deus para o seu casamento. Piloto cuide da “porta” de sua residência ao entrar na aeronave! Esposa ao sair seu marido, feche bem a porta de sua “casa”! Vosso matrimônio pode “cair” antes da aeronave pilotada por seu marido decolar do aeroporto. Marinheiro feche a porta de seu edifício conjugal quando vai para alto mar. Esposa, não abra a porta de sua casa conjugal antes de seu marujo retornar. Vossa casa pode ruir, por uma mão que abre o trinco da porta de vosso casamento em alto mar ou em terra. Pastor mantenha a porta de seu edifício matrimonial trancada, quando está ajoelhado chorando com uma jovem unto ao altar. Esposa a casa pastoral pode cair você abre a porta da para infidelidade conjugal. O demônio tem prazer em tombar casas pastorais, isso rende muito mais. Bispo tranque bem a porta de sua alma que se comprometeu com Deus ao consolar uma ovelha do rebanho de Cristo. Seu bispado pode ruir ao abrir a porta para uma pessoa sincera, que é enganada por sua oração. Doutor/a não abra a porta de seu próprio casamento ao consultar uma pessoa enferma. Vossa casa pode cair sem vento e sem tempestade. Dr./a Dentista, não permita que o “dente” de algum paciente consiga quebrar a “porta” de vosso casamento. Seu cônjuge pode sair “mordido” e nunca mais se recupera, após a restauração de um dente. Fazendeiro/a não abra a porta de seu coração para uma pessoa estranha, ao receber o resultado de vossa colheita. A fazenda pode sofrer uma grande erosão e não haverá mais plantio, por se abrir a porta de seu coração para outra pessoa. Jovens solteiros tranquem bem a porta de vossa alma, para que ela não seja contaminada pelo vírus da prostituição antes mesmo de construir a vossa casa matrimonial. Vosso casamento pode estar infectado pelo vírus HIV incurável, antes do casamento. Capítulo I Cuidado com as “portas” da casa matrimonial! Quantas portas possui uma residência conjugal? A casa matrimonial tem dez portas: 1. Porta social. 2. Porta dos fundos. 3. Porta da garagem. 4. Porta da “chaminé” ups, não! É a porta da internet, Orkut, MSN, Skyp... 5. Porta do telefone fixo e celular. 6. Porta do correio, bilhete, carta. 7. Portas dos pensamentos. 8. Porta do olhar. 9. Porta dos gestos. 10. Porta das palavras. Há mais ainda: Os sonhos, as ilusões secretas, os sentimentos escondidos, as imaginações do coração... Há muitas “portas” que devem ser muito bem vigiadas noite e dia. E pode ser abertas unicamente pelos cônjuges. Aqueles que assumiram a vida conjugal devem saber que essa é a “casa” pela qual devem zelar até a morte os separar. Vejamos o representam as portas de nossa casa: A porta residencial. Não há porta mais “sagrada” que a porta da entrada para a residência de uma união conjugal. A residência matrimonial é uma união prevista no plano diretor do Criador. Não importa se a casa é de palha, barro, tábuas, tijolos, ou se é a residência no palácio presidencial. A porta da casa do casal pode ser aberta apenas com permissão do marido ou da mulher. O casal deve zelar pela “porta” de seu matrimônio, sabendo que esse é o principal tesouro de sua vida. Existem multidões de pessoas desgraçadas apenas porque desrespeitaram a “porta” de seu juramento no altar. Noiva é carregada nos braços do noivo para sua residência! Foi um dos costumes mais belos da festa de casamento em tempos passados, quando o noivo carregava a noiva em seus braços, para cruzar por primeira vez a soleira da porta de sua residência, onde o casal passava a primeira noite juntos na cama e também a lua de mel. A porta da residência matrimonial somente pode ser cruzada por pessoas com boas intenções e com o respeito do mais alto nível. Mesmo que a porta seja apenas uma cortina no barraco da favela, esta porta tem dois “vigias”: MARIDO E MULHER! A “porta” da residência matrimonial em viagem para o Japão? A porta da “casa” do casal pode estar na poltrona de uma aeronave. Vejam como isso acontece:Um homem jovem e bem casado, bem trajado, inteligente e educado toma seu lugar na aeronave com destino a Tókio. Uma jovem senhora, bem casada, feliz, bonita, perfumada, elegante e educada, toma lugar na poltrona ao lado do homem jovem e os dois devem sentar lado a lado, com lugar apenas para um braço, na poltrona, em caso de lotação completa dos dois lados. Os dois representantes de diferentes “sociedades conjugais” precisam viajar juntos até ao Japão. Mas, a porta precisa ficar fechada de um para o outro, também ao sair do saguão do aeroporto e não pode ser aberta por um telefonema, desde o hotel no Japão. Um casal jovem em viagem para Frankfurt. Ao amanhecer o dia o jovem pai de família foi ao banheiro. Ao voltar do sanitário viu uma jovem mostrando um papel onde estava escrito: “Wie heißt Du?” (Como é seu nome?) O homem viu que se tratava de uma brasileira e perguntou: “O que você deseja?” A moça ficou assustada, pois não sabia que o loirão, era brasileiro e não um alemão, que ela queria fisgar na chegada à Alemanha. A esposa apenas deu uma olhada séria e perguntou: “O que quer aquela coisa?” E o “temporal” já estava se armando, pois a estranha tentou “abrir” a porta da casa do jovem pai de família, desde a sua poltrona da aeronave. Segure a “porta” de seu matrimônio com todas suas forças, até a velhice, cuidando noite e dia no ar, no mar e em terra! A “porta” conjugal no ônibus pinga-pinga? Muitos leitores dirão: “Pastor, não se preocupe, eu não viajo de avião.” Mas, talvez em ônibus pinga-pinga? Em 1968 e 1969 visitei várias vezes minha noiva Natalia, na Argentina. A despedida sempre foi muito dolorida. Chorávamos os dois, pois ninguém sabia quando poderíamos nos rever. Na última viagem antes do casamento, me despedi da noiva entre lágrimas, entrei no ônibus pinga-pinga, logo entrou um pai com sua filha. A moça sentou do meu lado e tentava encostar-se em mim o quanto só podia. Cada curva ela aproveitava para “cair” um pouco mais para o meu lado. A moça parecia ser descendente de uma mãe indígena, mas de safada tinha tudo quanto a moça da aeronave. Eu fui obrigado a fazer de tudo, para “segurar bem fechada a porta” do meu noivado e não cair no assédio da jovem indígena, onde? No ônibus pinga-pinga. O assédio aconteceu logo depois que enxuguei as últimas lágrimas, na despedida da noiva, que hoje é minha esposa por mais de 40 anos. A indiazinha tentou quebrar a “fechadura” da porta de minha vida matrimonial, ainda antes do casamento. É preciso manter fechar a porta da “casa do amor”, desde o primeiro compromisso. Mantenha a porta de sua “casa” sempre com a correntinha engatada, para não permitir um estranho colocar o seu pé na soleira da porta e impedir que você a possa fechar. As portas de nossa casa devem ser “entradas” de alegria! Que maravilha quando o marido e a mulher podem encostar os seus carros na garagem e descarregar a compra do mês. O marido também pode chegar de charrete com seu cavalo ou jumento, nos fundos de um simples casebre e trazer as compras do mercado, após vender o papel catado. Eu fotografei uma família de catadores de papel com seu jumento e a charrete carregada de papel. Vi a felicidade estampada no semblante do casal e dos filhos. Eles pareciam mais felizes que aqueles que eu vejo desembarcar de seus carrões em suas garagens. O cônjuge deve ser recebido com simpatia, também: Quando a “vaca” deu um coice! Quando o “trator” fundiu o motor! Quando o “funcionário” xingou o patrão! Pois, o cônjuge não tem culpa daquilo que aconteceu no trabalho do outro! Ao abrir a porta da casa, a alegria deve ser renovada mesmo: Que um colega de serviço “abriu” uma “porta” para o motel ao fechar a portão da empresa! Que alguém outro foi “carinhoso” no trabalho ou na rua. Que uma “árvore pareceu bonita e as suas frutas eram boas de para comer”, como disse Eva.Gen.3: 6 Ao entrar pela porta de sua casa e se encontrar com o seu cônjuge, as tentações devem ser vencidas pelo amor conjugal. A porta de nossa casa deve trazer “amor caliente” para os dois corações que enfrentaram tempestades durante o dia. É para isso que nos unimos em casamento. Em certas ocasiões deve ser amor “caliente” mesmo. Este “calor” poderá dar fim à tristeza da tentação boba, que rondou o coração jovem ou velho. Seja feliz com a mulher de sua Juventude! Quando algum amante aparece na proximidade da casa de uma “mulher” traiçoeira, ela já abre a cortina, dá um sorriso para o amante que está chegando e corre ao seu encontro. Em poucos minutos e estranho vai embora e ganhou “tudo’ quanto queria. Por que o marido não pode ser recebido com o mesmo carinho? O marido geralmente escuta: “Agora não!” A meia noite!” - “Mas, a meia noite vem outra desculpa: “Estou muito cansada, amanhã é sábado...” Para alguns maridos “aquele sábado” demora dois meses. Amor “gelado” é “pista escorregadia” para bons maridos e para fieis esposas. Chorar quando a tragédia já aconteceu, é o ponto de onde pode ser impossível de retornar. Muitas esposas lamentam quando já perderam: “Eu fui a culpada! Perdi o marido por minha empregada há 20 anos.” Não empurre seu cônjuge para que ele caia no pecado. Porém, as lágrimas mais tristes que eu vi em meu ministério pastoral, foram aquelas que esposas choraram, porque os maridos nunca chegam “calientes”. Isso é dor que eu nunca vou esquecer. “Reza brava” na porta de minha casa? Todo cachorro recebe seu patrão com o maior carinho,mas algumas esposas recebem o esposo gritando: “Porque demorou tanto?” – “A comida está na geladeira, nós já jantamos!” Dessa forma os cônjuges perdem o prazer de voltar à porta de sua casa. E então a porta de nossa casa pode transformar de “entrada”, para “saída” e logo no fim do casamento. Seja feliz com a mulher de sua juventude! A Bíblia diz: “ Em todo o tempo sejam alvas as tuas vestes,...Aproveite a vida com a mulher que você ama.Pois, isso é tudo o que você vai receber pelos seus trabalhos nesta vida dura”Ecl.9:8 – 9 . Capítulo II Abra bem as janelas de sua casa! Seu matrimônio necessita de “janelas” para entrada de luz e oxigênio! Antigamente o marido levava sua esposa para sua casa, ela lhe dava uma dúzia de filhos e estes traziam “luz, vida e oxigênio” para a casa. Não precisava de TV e também não da Internet. Hoje tudo é diferente. Orei por um casal que acabava de receber seu segundo filho, o casal ficou assustado pela oração fervorosa do pastor, temendo que logo viesse o terceiro filho, então mandaram “corta” o perigo pela raiz. Não temos mais o privilégio de constituir uma família com uma dúzia de filhos. Pois, o mundo já está cheio. A Índia é o segundo país mais populoso do mundo, com mais de um bilhão, cento e cinquenta milhões de habitantes. A china com 1,3 bilhão de habitantes, possui 20% da população mundial. A maioria dos casais das grandes cidades está sujeita à "política do filho único". Na zona rural, as famílias podem ter uma segunda criança se a mais velha for uma menina. No início de 2007, a população mundial atingiu 6,6 bilhões de habitantes. (Enciclopédia Wikipédia) Privacidade matrimonial é como luz e oxigênio para o casal! Residimos “empilhados” em edifícios onde uma família defrauda a outra da luz do sol, do oxigênio e da privacidade. As janelas dos edifícios se abrem uma diante da outra, isso é limitação para a liberdade de sociedade conjugal. Nas favelas os barracos são divididos apenas por finas paredes de madeira e a “alma” das famílias não tem condições de respirar. Os resultados são famílias sem estruturas, violência e delinqüência. Não basta apenas um quarto com uma porta para o casal viver a vida conjugal dignamente.Precisamos de janelas para obter luz e oxigênio. Deus disse: “Multiplicai-vos e enchei a terra... sujeitai-a, e dominai sobre os peixes, as aves e os animais da terra.” Gen.1:28. O homem domina todos os animais, menos a sua própria raça. Dominamos a energia nuclear, os foguetes cósmicos, golfinhos e baleias assassinas, mas perdemos o domínio sobre os humanos. Não quero fazer um planejamento familiar intercontinental,nem o controle da migração desordenada da humanidade. Quero apenas defender o “resto” do paraíso: A união do sagrado matrimônio, que foi constituído quando Adão e Eva ainda estavam no Jardim do Éden. Influenza A (H1N1) no matrimônio? A alma dos casais está enfrentando uma epidemia daGripe suína zoonótica - Influenza A (H1N1) que Significa: “Homem de primeira. (H1) Nega na primeira.” (N1) O cônjuge que “nega” fidelidade no primeiro “respiro” de uma pessoa estranha, vai infectar seu casamento e causar uma “pneumonia” conjugal. Não há homem nem mulher que não seja infectado com a “Influenza A (H1N1)” quando trai seu cônjuge. Ainda não se achou “consolo” para pessoas de primeira, quando são traídos pelos cônjuges. Gente de “primeira” tem sentimentos nobres e sensíveis. Só homens e mulheres de primeira categoria, não se infectam com a Influenza A (H1N1). Quem não é de primeira, se infecta no primeiro assédio e fica contaminado. Não brinque com o vírus da infidelidade. Em muitos casos éirreversível depois do primeiro contágio. O matrimônio tem uma só alma! A Bíblia diz: “De modo que já não são mais dois, mas uma só carne. Portanto o que Deus ajuntou não o separe o homem. Mt. 19:5 – 6 No matrimônio temos dois corações, duas cabeças, dois corpos, quatro pernas, mas uma só carne e devemos trilhar um só “caminho”, mesmo estando um no Japão e outro no Brasil. Quem não consegue viver como uma só “alma” com seu cônjuge, inclusive a distância, não conseguirá manter o seu casamento. Quem introduz um terceiro corpo nesta alma gêmea, vai rasgar a certidão do casamento, não no papel, mas entre os dois corpos que foram unidos pelos sagrados laços do matrimônio. Não há modernidade que evite este “corte” dolorido e devastador do divórcio. O divórcio causa feridas, que acompanham os filhos até a morte. Janelas do casamento são a sabedoria que vem de Deus! Há muitos homens que já foram “profissionais” na vida sexual antes do casamento, mas são “leigos” no ato conjugal com a esposa. Há mulheres que foram profissionais no ramo do sexo,mas são “amadoras” na vida conjugal em uma união estável. É preciso conseguir sabedoria e conhecimento do “Manual do Fabricante do Matrimônio” para viver uma vida matrimonial de valor. Onde encontrar um Manual do Matrimonio? Dr. sexólogo nenhum pode produzir este “Manual”! E se alguém escrever algum Manual para o Matrimônio, não é desse que precisamos. Devemos receber novo “manual matrimonial” todos os dias. Nova luz e novo oxigênio da sabedoria de Deus devem entrar pelas “janelas” do nosso entendimento, todos os dias. Há casais que fecham suas casas para a sabedoria e o conhecimento, que só Deus pode lhes oferecer e certamente sua casa não possui “portas” nem janelas para a graça de Deus. Isso pode transformar o casal em uma “ruína” conjugal. Frutos de matrimônios sem “janelas”! Homem tranca a filha no porão de sua casa por 24 anos! O austríaco Josef Fritzl, de 73 anos, manteve sua filha, Elisabeth Fritzl, 42 anos, durante quase 24 anos como refém do próprio pai. Teve sete filhos nascidos em um porão onde passou um pavoroso cativeiro. Os filhos seriam três meninos e três meninas, com idades entre cinco e 20 anos (2009) além de um bebê gêmeo que morreu. Josef teria conseguido adotar três crianças. As crianças estudaram normalmente e viviam na casa de Josef e Rosemarie, enquanto sua mãe permanecia presa no porão ao lado dos outros três filhos. Conheci várias histórias horríveis: Um homem acorrentava sua esposa, durante a noite no pé da cama, temendo que ele fosse traído por ela de madrugada. Um pai encapuzado estuprou sua filha menor de idade, esperando ela na mata e sua esposa teve que cuidar da criança do estuprador: seu próprio marido. Um homem abusava de suas filhas, ameaçando queimar a mãe e as filhas em seu casebre, caso elas o denunciassem. Entendemos o que acontece, quando um homem sem “janelas” da graça de Deus forma uma sociedade conjugal? Felizmente a sociedade está acordando para denunciar os abusos de pedofilias, incestos e violências sexuais... Abra bem as portas e janelas para a sabedoria da graça de Deus! Casa onde entra sol não entra médico! Assim escreveu um internauta: “Papai sempre delegava altos poderes ao sol. Ele dizia que pelo fato do sol entrar pelas janelas das casas, levava saúde, portanto não entraria médico. Hoje tenho certeza dos poderes benéficos do sol, você sabendo usá-lo e usufruindo de seus poderes através das portas e janelas abertas. É muito bom quando o sol descaradamente invade seu quarto, a sala e aquece sua casa!” Autor anônimo. Uma casa com janelas abertas é bênção internacional! Encontrei minha esposa residindo numa casa simples de madeira, no interior da Argentina. O seu pai faleceu quando ela tinha dois anos de idade, mas ele foi líder leigo da igreja até sofrer um acidente perfurando um poço. A casa da viúva possuía apenas janelas caipiras, de duas tábuas que se abriam na altura adequada para a janela. Mas, pastores de diferentes países do mundo, se hospedavam na casa da viúva Sra. Martha Weiss. Observei minha esposa ao longo de mais de 40 anos de vida conjugal e percebi que ela foi como uma “janela” da graça de Deus, que fazia o sol brilhar em nossa casa e na igreja. Nosso apartamento no edifício Ecos da Liberdade foi quase um hotel internacional. Em certa oportunidade havia 19 americanos alojados no edifício, mas a noite, o grupo chegou para saborear uma sobremesa e sentavam no chão do corredor, pois queriam estar bem juntos para desfrutar da alegria. Convidei pastores, cantores e diretores internacionais para se hospedar em nossa casa. Eu sabia que os convidados seriam recebidos com muita luz e sabedoria. Assim, centenas de pessoas conheceram o Oeste do Paraná e o Brasil, pois sabiam: “Na residência da Pra Natalia, há muita luz e alegria. Casa com luz e oxigênio da sabedoria de Deus é assim: a) O marido tem saudades de voltar para casa. b) A esposa aguarda o marido não com o rolo de macarrão e com reza brava. Mas, com sabedoria que Deus lhe dá. c) O marido telefona na hora exata, quando a esposa precisa dele. d) A mulher sabe confiar, no esposo, também quando ele chega atrasado, pois o conhece como homem de “primeira”. e) O marido pode se ocupara com as questões mais “bravas” da vida, e também quando não pode explicar cada atitude dos negócios complicados. f) A esposa fará surgir um brilho de felicidade na mais simples ou luxuosa residência, que o casal está ocupando. Capítulo III Cuidado com a porta e a janela do dormitório conjugal! É para entrar no quarto conjugal os casais vão ao cartório, convidam amigos, matam um boi, assam um churrasco, enfeitam a igreja e o salão de festas, tudo com um só objetivo: “Entrar por primeira vez em seu quarto conjugal.” Fechar a porta do quarto, somente depois do casamento! Quando pastor Isai Marcelo Hort, era noivo com Aline, (hoje sua esposa) a noiva podia entrar pela porta de seu quarto, mas eles deixavam a porta bem aberta e sempre os pais podia dar uma espiadinha. Após o jantar do casamento, foram despedidos por todo grupo de jovens no portal da cidade com muita brincadeira e alegria. Voltaram no dia seguinte para casa, pois na segunda-feira deveriam viajar para Salvador, BA, e após a Lua de Mel, voltariam para a Europa. No domingo chegaram como casal ao quarto onde Isai passou sua juventude, mas já eram casados. Quando Isai fechou a porta do quarto, a jovem esposa assustada na casa dos sogros, disse apavorada: “Isai, não pode fechar a porta!” Isai respondeu: “Aline, já somos casados, agora podemos fechar a porta!” Ao relatar essa ocorrência em um sermão de casamento, a madrinha de um médico, tomou-me pelo braço e levou até a mesa onde sentava seu sobrinho médico, e disse: “Pastor, diga para meu afiliado que: ‘Fechar a porta do quarto somente depois do casamento’”. Essa tradição trará saúde para sua filha e seu filho! Uma espiada no quarto do casal? Isso é permitido somente quando eles não estão no quarto ou com eles para ver as cortinas, o condicionador de ar, ou a bela paisagem, que se pode ver desde a janela da casa. A porta a do quarto matrimonial deve ser fechadaaté para os pensamentos de terceiros e não deveria ter o buraquinho da chave da porta. Marido! Feche a porta do quarto com sua esposa com muita delicadeza. É um momento de divina delicadeza quando um homemfecha a porta de um quarto, para se unir com uma moça criada com carinho indescritível pelos seus pais. Um segredinho nupcial! Natalia a e eu passamos a primeira noite no quarto, onde Natalia dormia com sua mãe viúva, desde os dois anos de idade. Não havia hotel, nem lua de mel. Ás 8.00 da manhã a sogra veio chamar a filha para tomar chimarrão argentino. A mãe de minha esposa confiou em mim, ao entregar a sua filha aos meus braços. Ainda me assusta a responsabilidade de meu compromisso, ainda depois de mais de 40 anos de vida conjugal. Companheiros, esposos, homens “H1” - “HOMENS DE PRIMEIRA”: Cuidado ao fechar a porta de vosso dormitório matrimonial, por mais que a esposa já seja avó de seus netos! Minha esposa já é vovó, mas ela precisa dos mesmos cuidados delicados, que ela necessitava aos 19 anos de idade. Deus fez a mulher como MILAGRE MAIOR DA CRIAÇÃO. ELE percebeu que faltava o melhor do paraíso, a mulher. O homem que adultera o estado original do matrimônio destrói o mais precioso “cristal” que Deus fez exclusivamente para ele. A vida matrimonial é o bem maior que Adão e Eva levaram do paraíso. Deus poderia haver mandado Adão para o norte e Eva para o sul e assim teria sido exterminada a raça humana. Não, Ele deu ao homem e a mulher o direito de ser a “célula” procriadora da raça humana. Esta “célula” de procriação divina, está por detrás da porta de um quarto matrimonial. Por essa razão a Bíblia condena todo ato de promiscuidade e prostituição. A vida sexual é para o matrimônio e só ali será o “diamante” que foi permitido levar do paraíso. Gen. 2: 4 – 24. Mulheres, senhoras, esposas “M1” “MULHERES DE PRIMEIRA”: Não quero espiar, nem saber algo que acontece em vosso quarto conjugal! O que escrevo é divino, tremendo e eterno para o bem da vida matrimonial! Esposa: Seja o amor “personalizado” de seu marido.Mantenham o quarto bem arejado, limpo e convidativo para seu esposo. De dia iluminado e em dados “momentos” bem escurinho ou com uma pequena luz acesa! Faça de vosso quarto conjugal o melhor “motel”! O motel comercial é ilusão, mas a alegria conjugal deve residir no dormitório do casal. (Às vezes pode haver um pic-nic em algum hotel, não precisa ser motel, para passar uma nova “lua de mel” de uma ou algumas noites só para o casal.) Não existem técnicas de felicidade conjugal! Não existe formação matrimonial que possa garantir a felicidade do casal.Cursos para noivos podem ajudar e palestras para casais podem colorir nossa vida a dois, mas “conhecimento” e “sabedoria” devem ser presentes recebidos de Deus. Deus é o “engenheiro” da casa matrimonial. Só Ele pode conceder a sabedoria para equilibrar os dois “cristais” até chegar à sua mesa na casa celestial. Autor: Mário Hort

Um comentário:

  1. q lindoo,uma bela lilçao,abençoadissima....Deus seja louvado.....

    ResponderExcluir